segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Igreja do século XVII é ameaçada por infestação de cupins e ferrugem

Igreja no Maranhão também passa por problemas estruturais.

Um patrimônio histórico, arquitetônico e religioso de 360 anos está sendo ameaçado pela falta de conservação em Alcântara, no Maranhão. Uma infestação de cupins e ferrugem são alguns dos perigos que colocam em risco peças e estruturas da Igreja do Carmo, uma relíquia da arquitetura religiosa no estado. 

A igreja é de 1641, a única no estilo 'barroco joanino" no Maranhão, está sendo devorada por cupins. A escadaria que leva às torres da igreja já foi infestada pela praga. Uma rede de túneis desce e sobe pelas paredes, pelo assoalho e corrimãos de madeira e ameaça as esculturas sacras no altar revestido com ouro que tem mais de 300 anos.

Um anjo em estilo barroco despencou do alto e agora precisa de restauração. Os sinos da igreja estão prestes a desabar em cima dos fieis. Os eixos que sustentam as toneladas de metal estão sendo corroídos pelas ferrugens. As infiltrações apressaram o fim de uma tradição de séculos. Os sinos da igreja já não tocam como antes em Alcântara.

A Igreja do Carmo foi restaurada em 2007. A restauração incluiu móveis e esculturas sacras. As instalações elétricas foram refeitas e a igreja ganhou um sistema eletrônico de segurança que já não existe mais. Os anjos indicadores do Arco do Cruzeiro ficaram abandonados em depósito de tralhas, deixando uma péssima impressão para fieis e turistas. "Nossa história está indo embora com cupins, com a falta de zelo", reclamou o músico Joaquim Santos.

Fonte: http://g1.globo.com/ma/maranhao/noticia/2012/12/igreja-do-seculo-xvii-e-ameacada-por-infestacao-de-cupins-e-ferrugem.html

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...