terça-feira, 2 de outubro de 2012

Vândalos profanam mosteiro cristão em Israel

Colonos israelenses são os maiores suspeitos.

Uma pichação em hebreu chamando Jesus de "filho da p..." foi encontrada nesta terça-feira na porta de entrada de um mosteiro franciscano do Monte Sião, em Jerusalém. Junto com a inscrição "Jesus, filho da p...", também era possível ler "o preço a pagar", informaram as autoridades franciscanas na Terra Santa em seu site. A maior suspeita cai sobre os colonos israelenses de ultra direita.

O mosteiro de São Francisco, um lugar importante para os cristão, se encontra perto do Cenáculo, onde, segundo o Novo Testamento, aconteceu a última ceia de Cristo com seus discípulos. A pichação já foi apagada, segundo um jornalista da AFP presente no local. O porta-voz da polícia israelense, Micky Rosenfeld, indicou que uma investigação está sendo realizada.

A política do "preço a pagar", aplicada pelos colonos israelenses de ultradireita, consiste em atacar objetivos palestinos e árabes, e também pode visar a forças armadas de Israel ou israelense de esquerda. Colonos israelenses e grupos ultradireitistas praticam um política de represálias sistemáticas quando o Estado de Israel toma medidas que consideram hostis à colonização dos territórios palestinos.

No início de setembro, desconhecidos incendiaram uma porta do mosteiro de Latrun em Israel e fizeram pichações anticristãs nas paredes.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...