terça-feira, 28 de agosto de 2012

Bispo de Piracicaba foi sepultado nesta segunda-feira na Catedral de Santo Antônio

Dom Eduardo Koaik lutava contra um câncer há cinco anos.

O corpo do bispo emérito de Piracicaba (SP), Dom Eduardo Koaik, foi sepultado na manhã desta segunda-feira (27) na cripta da Catedral de Santo Antônio. A cerimônia foi conduzida na igreja pelo bispo diocesano Dom Fernando Mason e teve a presença da comunidade católica da cidade, além de 100 padres e bispos de toda região. O cardeal e arcebispo emérito de São Paulo (SP), Dom Claudio Hummes, também esteve presente.



Dom Eduardo morreu às 5h do último sábado (25), de falência múltipla dos órgãos, decorrente do câncer ao qual lutava há cinco anos. Após o sepultamento, a Catedral e a Cúria Diocesana ficarão fechadas nesta segunda em luto. Ambas reabrirão nesta terça-feira (28). A missa de sétimo dia está programada para ser realizada na próxima sexta (31), às 19h30, na igreja matriz, localizada na praça José Bonifácio.

Desde a sua morte, no sábado, 14 missas foram realizadas pela diocese em homenagem ao religioso e a Prefeitura decretou luto oficial de três dias na cidade.

Trajetória do bispo

Koaik era amazonense de Manaus e foi ordenado bispo em 1974 no Rio de Janeiro. Ele estava em Piracicaba desde 1979 e desde 2002 era bispo emérito da Diocese. Na área social, Dom Eduardo foi responsável por implantar em Piracicaba a Pastoral da Criança (em 1987); o Serviço de Apoio ao Menor (hoje Serviço de Apoio ao Adolescente com Medida Socioeducativa), que atende menores infratores desde 1981; o banco de remédios para necessitados (implantado em 1981); o Bazar da Fraternidade, que oferece roupas novas e usadas a preços simbólicos; a construção de 112 casas em mutirão; uma comunidade terapêutica para dependentes químicos em 1987 e a Pastoral do Serviço da Caridade.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...