segunda-feira, 13 de agosto de 2012

1,5 mil pessoas marcham pela valorização da família

Passeata teve como tema a família, a escola, justiça e fraternidade.

A avenida Getúlio Vargas, em Bauru, foi “pintada” de branco na manhã deste domingo (5). Com camisetas e bexigas da cor que simboliza a paz, cerca de 1,5 mil pessoas participaram da 3.ª Caminhada da Família, realização da Pastoral Familiar da Diocese de Bauru, em parceira com a Pastoral da Educação Diocesana.

A caminhada, que teve como tema “Família + escola = sociedade justa e fraterna”, partiu da quadra 9 da Getúlio Vargas e terminou na igreja São Cristóvão, onde foi realizada uma missa. “Hoje, vemos muito a família jogando a responsabilidade na escola e a escola jogando de volta para a família. O tema escolhido mostra que é preciso uma parceria. Uma instituição precisa ajudar a outra”, explica Edmilson Padula, coordenador diocesano da Pastoral da Família.

Sua esposa, também coordenadora diocesana, Esquel Padula, afirma que as células familiares estão muito “sofridas” atualmente e que, por isso, é importante reflexões desse tipo. “A família é a base de tudo. Melhorando-a, teremos um mundo mais justo e fraterno”, complementa.

Com faixas, cartazes e até um trio elétrico, os participantes entoavam cantos católicos e esbanjavam animação. As amigas aposentadas Ivone Ramos, 71 anos, e Claudete Bramante, 68, apoiaram a iniciativa. “Acho que fazer a reflexão sobre como está a família hoje é muito importante. Vemos que a família está completamente perdida e isso reflete em todo o resto. Já passou da hora de a sociedade voltar os olhos para o fortalecimento da família”, afirmou Ivone.

E se a reflexão era sobre a família, a caminhada virou também um passeio familiar. Foi o caso do casal de procuradores federais Emerson Ricardo Rossetto e Simone Aversa Rossetto, ambos com 39 anos. Eles aproveitaram o evento para levar a filha, a pequena Maria Luísa Aversa Rosseto, de 3 anos.

“Uma caminhada desse porte acaba sendo um passeio para a família e também para mostrar a união que devemos ter. Hoje, o mundo dá medo. Eu tenho uma filha pequena e tenho medo. Melhorar a família é o que pode mudar o mundo para ela amanhã”, aponta Simone Rossetto.

Emerson, além de apoiar a causa, ainda destacou a consequência. “Fora o objetivo nobre da reflexão, não deixa de ser um exercício físico. É algo que também acaba fazendo bem à saúde”, completou o procurador federal.

A caminhada, que é realizada anualmente, abriu, em Bauru, a Semana Nacional da Família, programação da igreja católica comemorada entre 12 e 18 de agosto em todo o Brasil. Segundo Esquel Padula, coordenadora diocesana da Pastoral da Família, serão realizadas várias ações focadas no tema. “No dia 16, às 20h, todas as paróquias irão promover a ‘hora santa’, com orações em prol da família”, conclui.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...