quinta-feira, 26 de julho de 2012

Padre usa altar para excomungar vereadores e pedir votos para "Tristeza"

Câmara municipal aprova moção de repúdio contra sacerdote.

O padre Devir Braga está sendo repudiado pela Câmara de Cáceres, cidade do Oeste de Mato Grosso. Os vereadores o acusam de transformar o altar de uma missa na comunidade do Taquaral, em palanque político. O religioso teria aproveitado a presença dos fieis durante solenidade comemorativa aos 100 anos do local para excomungar os vereadores e, ao mesmo tempo, pedir votos para o candidato professor Domingos dos Santos, conhecido “Domingos Tristeza” (PSC).

O religioso teria dito que estava realizando um trabalho a favor do professor Domingos porque ele mora lá e conhece os problemas da comunidade e que os vereadores que ali estavam só receberam o voto e não fizeram nada pela comunidade e, que só estariam no local por causa do período eleitoral. O padre também fez questão de identificar nominalmente todos os vereadores presentes antes de iniciar o “comício”.

Revoltado com a situação, o vereador Alvasir Alencar (PP), um dos presentes, propôs uma Moção de Repúdio pelo comportamento do padre que foi aprovada por unanimidade na sessão da última segunda-feira. Conforme o parlamentar o padre transformou a missa em comício com pedido de voto e declaração de apoio ao candidato a vereador de Vila Aparecida; professor Domingos.

“Ele estava ali para pregar o evangelho e não fazer campanha política dentro da Igreja que é um local público e proibido por lei” justificou Alencar. Além de aprovar a Moção de Repúdio ao pároco, o vereador Leomar Mota (PP). Ele disse que irá denunciar atitude do pároco á Justiça Eleitoral ao bispo e até ao papa. Leomar explicou que sempre defendeu aquela comunidade e condenou a atitude de Devair

“Esse padre não sabe da missa a metade. Primeiro ele tem que conhecer a função do vereador e depois se informar melhor sobre o trabalho de cada um para não sair falando bobagem na missa” disse.

A Câmara Municipal realizou no domingo uma sessão solene itinerante em homenagem aos 100 anos da comunidade do Taquaral com entrega de moção de Aplauso para alguns integrantes que sempre lutaram pela comunidade fortalecendo a cultua e a história do local. A convite da comunidade a maioria dos vereadores se deslocou até o distrito de Vila Aparecida para participarem da programação festiva a qual incluía uma missa. Na opinião da maioria dos vereadores, o padre cometeu um crime eleitoral e deve responder por isso.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...