segunda-feira, 5 de março de 2012

Padre Reginaldo Manzotti: O significado da quaresma

Quaresma, tempo de preparação

Pergunta da semana: “Padre, escuto seu programa da Rádio Catedral. Ouvi o senhor falar sobre a Quaresma e gostaria de saber mais. Sou de uma cidade do interior de Minas Gerais, onde diziam que não presta cortar o cabelo nem casar na Quaresma, porque dá azar. Isso é verdade?”.

Não passa de crendice popular. Em relação ao casamento, existem inconvenientes, mas não por motivações supersticiosas, e sim pela essência da tradição. Um casamento demanda uma série de providências que implica atenção redobrada e, portanto, acabaria prejudicando todo o trabalho de preparação e recolhimento exigido pelo Tempo Quaresmal. As paróquias, nessa fase, não usam flores. Os cantos entoados, de caráter sóbrio e penitencial, devem ser seguidos pela celebração do matrimônio caso não possa ser realizada em outra data.

Estou respondendo sua pergunta no dia em que tem início a Quaresma. Para nós, cristãos católicos, este é o tempo do Ano Litúrgico, que nos prepara para vivermos os mistérios Pascais de Cristo, isto é, Paixão, Morte e Ressurreição de Nosso Senhor. O nome dado ao período faz alusão aos 40 dias de jejum praticado por Jesus no deserto enquanto se preparava para a vida pública. Essa caminhada corresponde a um tempo de graça, marcado por penitência e conversão, em que nos voltamos para Deus. A Quaresma possibilita a renovação espiritual, valendo como uma espécie de retiro baseado em três práticas: oração, jejum e esmola (Mt 6, 1-6.16-18).

Durante pouco mais de um mês e meio, somos convidados a nos recolher e refletir sobre como está nossa vida, buscando profunda comunhão com Deus. O jejum exercita habilidades importantes como disciplina, força de vontade, concentração e vigilância, além de nos tornar sensíveis à fome de irmãos menos favorecidos. O jejum feito por amor a Cristo nos une a Ele em Seu sofrimento.

Há pessoas que demonstram seu respeito pela Quaresma por meio de pequenos sacrifícios, como abstinência de doce, bebida alcoólica, refrigerante, cigarro e até televisão. Essas são penitências válidas, desde que estejam relacionadas a um verdadeiro gesto de conversão e crescimento espiritual. A prática de jejum é obrigatória para todos os católicos de 18 a 60 anos, assim como a abstinência de carne - dos 14 aos 60 anos -, na Quarta-feira de Cinzas e na Sexta-feira Santa da Paixão. É fundamental que a motivação não seja a dieta, mas sim a busca pelo domínio de vontades e instintos, na plena consciência de que Deus é maior que nossas paixões e vícios. Os recursos economizados na redução dos gastos com alimentação devem ser revertidos para a caridade.

No Brasil, a Igreja mobiliza os fiéis por meio da Campanha da Fraternidade para evangelização mais contundente voltado a solucionar problemas que atingem a sociedade. Neste ano, com o tema ‘A fraternidade e a Saúde Pública’ e o lema ‘Que a saúde se difunda sobre a Terra’ (Eclo 38, 8), o objetivo é promover reflexão sobre a saúde no Brasil, suscitando o espírito fraterno e comunitário na atenção aos enfermos e na atuação pela melhoria do sistema público. A Quaresma é momento crucial de renovação, em que nos tornamos novas criaturas dignas de participar da vida nova em Cristo Ressuscitado.

Fonte: http://odia.ig.com.br/portal/cienciaesaude/padre-reginaldo-manzotti-o-significado-da-quaresma-1.412412
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...